Vidros Vulcânicos: Obsidiana

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Nem tudo é um desastre quando um vulcão explode, o magma que escorre, se tocar o mar pode virar uma bela rocha brilhante. Parecida com um espelho, a obsidiana é um vidro vulcânico capaz de cortar até os mais belos corações (literalmente, é bem afiada!).

OBS.: A população de Pompéia não concordou com a frase acima, tudo culpa do Vesúvio!

Dizemos que é uma rocha ígnea pois é originada do magma vulcânico, há várias formas da natureza criar essa belezura afiada, seja pelo resfriamento através do ar frio, pelo contato com a água ou estando nas extremidades do domo vulcânico e dos fluídos de lava ou nas beiradas do peitoril do vulcão.

Crédito: Thomas Quine

A cor mais tradicional da obsidiana é a preta, mas podem ser encontradas na cor verde, marrom ou numa cor próxima do bege. Mais raras ainda são as cores vermelha, azul, amarela e laranja.

Não é uma pedra estável, podendo se cristalizar de uma maneira não uniforme. Se a pedra cristalizada for polida, será chamada de “obsidiana floco de neve”.

Obsidiana Floco de Neve
Obsidiana Floco de Neve – Crédito: Memecry2

Essa rocha apresenta a típica fratura concoidal, como se tivesse sido lascada, formando fragmentos afiados. Essa qualidade fez com que povos antigos criassem ferramentas cortantes. Há objetos que datam da Idade da Pedra, como facas, lanças, flechas etc.

Pontas de Lança Maias
Pontas de Lança Maias – Crédito: Simon Burchell

Mas não pense que seu uso ficou apenas na Idade da Pedra, algumas peças cirúrgicas de aço, ainda hoje, tem a borda feita de obsidiana. Alguns estudos indicam que o as lâminas de obsidiana tem capacidade igual ou superior as que são feitas apenas de aço. Que tal perguntar na sua próxima cirurgia se o bisturi é de obsidiana!

No passado, essa rochas foram usadas como espelho e também, pela facilidade de ser esculpida, viraram máscaras, pequenas estátuas e muitas outras esculturas por milhares de anos.

Espelho Asteca de Obsidiana
Espelho Asteca de Obsidiana – Crédito: Simon Burchell

Na Mesoamérica, a cidade de Teotihuacan era detentora de uma grande fonte dessa pedra e a usava para sua sua proteção, em forma de lanças e dardos, por exemplo. Dizem que os egípcios faziam vasos cosméticos, espelhos e estátuas. Outra coisa interessante são olhos das estátuas da Ilha de Páscoa (Moai) que também são feitos dessa rocha, no Egito o mesmo aparece na estátua Pupi I e na de quem acreditam ser seu filho.

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter