Você sabe o que é a Superlua?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter
Em 14 de Novembro de 2016 ocorrerá a maior Superlua desde 1948.

A Superlua ocorre quando a Lua se torna cheia nos mesmos dias em que ela atinge o seu perigeu. Embora pareça algo complicado, o fenômeno está relacionado a órbita da Lua e seu distanciamento tanto em relação a Terra quanto ao Sol.

A Lua Cheia ocorre uma vez por mês quando a Terra está localizada entre a Lua e o Sol. Isso permite que o lado da Lua que conseguimos observar da Terra – ele é sempre o mesmo – encontre-se completamente iluminado pela luz solar.

 

Lua Cheia
Na Lua Cheia, o lado voltado para a Terra encontra-se completamente visível.

 

Já o perigeu ocorre quando um corpo celeste encontra-se no ponto mais próximo da Terra em relação a sua órbita. Isso acontece porque as órbitas celestes não são círculos, mas elipses, mais ou menos como apresentado na seguinte imagem:

Perigeu Lunar

 

Quando ambos os fenômenos ocorrem “simultaneamente” a Lua aparenta estar cerca de 14% maior do que o normal e é chamada de Superlua. O termo não tem origem científica, tendo sido criado por um astrólogo chamado Richard Nolle em 1979, mas nas últimas décadas ele ganhou popularidade e passou a ser utilizado até mesmo por astrônomos. Provavelmente por conta da opção oficial ser “Lua do perigeu-sizígia”.

Mas por que essa será uma das maiores Superluas dos últimos cem anos? O tamanho que a Lua aparecerá no céu durante a Superlua está relacionada a proximidade entre o perigeu e a Lua cheia. Para que ela aconteça basta que a Lua se torne cheia 24 horas antes ou depois dela atingir o perigeu. Já em 14 de Novembro ambos fenômenos ocorrerão com apenas 2 horas de intervalo.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter